Jockey Club, de 20 de setembro a 6 de outubro de 2019

Aproveite o preço incrível do 2° lote:

Preparamos algumas dicas de ouro para ajudar na produção dos looks típicos. Mais abaixo você confere algumas fotos ilustrativas.

FEMININO:
Acessórios: tiara florida, chapéu, bolsa e lenço são de uso opcional, quando utilizados devem ser em modelos típicos germânicos.
Avental: também de uso opcional, quando utilizados devem ir até quatro dedos acima do comprimento do vestido.
Blusa: mangas longas ou curtas, sem deixar o ventre à mostra. As cores são opcionais, sempre harmonizando com todos os tecidos do traje. Quando acompanhadas do colete, o mesmo deve ser típico germânico e também combinando com os tecidos do vestido.
Vestido: os vestidos ou saias típicas são aceitos com detalhes em renda ou bordado, originalmente longos ou até a altura do joelho, com tolerância de quatro dedos acima dele (sugestão do uso da bombacha – ceroula típica feminina germânica).
Meias: de uso opcional, quando usadas devem estar na altura do joelho ou um palmo abaixo. Podem ser substituídos por polainas alemãs – canos de meias em tricô – na altura da panturrilha.
Sapatos: somente será permitido o uso de sapato social fechado, sapatilha fechada e botina fechada sem deixar os dedos e calcanhar à mostra, em cores preto, marrom, cinza ou caramelo. Cadarço, quando utilizado, do mesmo tom do calçado. Tamanco de madeira, típico germânico, também é aceito.

MASCULINO:
Chapéu: são de uso opcional, mas quando utilizados devem ser típicos germânicos.
Camisa: a camisa pode ser de manga curta ou comprida, com colarinho. As cores são opcionais, sempre harmonizando com todos os tecidos do traje.
Calça e bermuda: os trajes folclóricos alemães possuem calças longas ou até a altura do joelho ou um palmo acima. A Lederhose, originalmente de couro, pode ser confeccionada em outros tecidos, sendo assim considerada bermuda típica germânica.
Suspensórios: De uso opcional. Quando utilizado pode ser preso na calça ou bermuda por botões, atravessado na parte de trás, de couro ou tecidos que combinem com todo o traje.
Coletes: também de uso opcional, quando utilizados, não devem ser apertados demais. Sempre em cores e detalhes típicos germânicos que combinem com o traje.
Meias: são obrigatórias, até a altura do joelho ou um palmo abaixo. Podem ser substituídos por polainas alemãs – canos de meias em tricô – na altura da panturrilha.
Sapatos: será permitido sapato social fechado, botina/bota fechada nas cores preto, marrom, cinza e caramelo. Cadarço, quando utilizado, do mesmo tom do calçado.

DESCARACTERIZAM o traje típico: o uso de chinelo, sandália, tênis ou calçado aberto; bem como solados claros nos sapatos sociais e sapatênis; meias de futebol, calça ou bermuda jeans, suspensórios com prendedores (jacarés), camiseta de malha, regata, camisa polo, óculos escuro, chapéus que descaracterizam o traje típico germânico e boné.

Preparamos algumas dicas de ouro para ajudar na produção dos looks típicos. Mais abaixo você confere algumas fotos ilustrativas.FEMININO: Acessórios: tiara florida, chapéu, bolsa e lenço são de uso opcional, quando utilizados devem ser em modelos típicos germânicos. Avental: também de uso opcional, quando utilizados devem ir até quatro dedos acima do comprimento do vestido. Blusa: mangas longas ou curtas, sem deixar o ventre à mostra. As cores são opcionais, sempre harmonizando com todos os tecidos do traje. Quando acompanhadas do colete, o

Em 12 de Outubro de 1810 aconteceu o casamento do Príncipe herdeiro Luís I com a Princesa Teresa von Sachsen-Hildburghausen, mas não só isso, naquele dia surgiu também uma ideia brilhante.A cidade inteira foi convidada para o casamento e no encerramento da festança rolou uma corrida de cavalos. Não tem para ninguém essa combinação, né? Foi um sucesso! Então, decidiram que uma vez por ano teria uma festa como aquela.O rei gostou tanto que decidiu celebrar as bodas de prata

No Brasil o capital alemão representa aproximadamente 10% do PIB industrial do país, colaborando significativamente para o seu desenvolvimento tecnológico e econômico, especialmente em São Paulo, onde está baseada a maior parte das empresas germânicas. A forte presença alemã na cidade foi considerada durante um encontro na Oktoberfest de Munique, em 2016, entre o empresário brasileiro, Walter Cavalheiro Filho, da WGroup, com ampla experiência na organização de eventos para a indústria automobilística, e o executivo alemão Philipp Schiemer, presidente no

Lote com preços incríveis!
Quem compra antes compra MUITO melhor.